Mensagens

Você está aqui: Home | Mensagens | As Ilusões de Ótica das Visões Proféticas

As Ilusões de Ótica das Visões Proféticas

Pr. Aluizio de Moraes Filho

“Os teus profetas te anunciaram visões falsas e absurdas e não manifestaram a tua maldade, para restaurarem a tua sorte; mas te anunciaram visões de sentenças falsas, que te levaram para o cativeiro.” (Lm 2:14)

No livro de Lamentações, o grande profeta Jeremias diz aos judeus, enganados e desenganados de suas falsas esperanças, que outros profetas tiveram visões falsas, ou seja, que viram coisas falsas. Se houvessem proclamado, pregado, ensinado ou ainda aconselhado coisas falsas seria mais fácil de se entender o sentido da passagem, elas não passariam de simples mentiras. Mas dizer que viram visões falsas já é coisa mais complexa.  O ver não era falso, no entanto a visão, isto é, aquilo que era visto, é que era falso.

Os verdadeiros profetas não só veem ou têm visões, eles veem o que é verdadeiro. Os falsos profetas também veem, mas estes veem o que é falso.  Possivelmente esse é o motivo de tantos falsos profetas serem tidos como verdadeiros, nesse particular estão mesmo tendo uma visão, porém uma visão falsa. Não digo que não haja aqueles que deliberadamente mintam. No entanto, há outros que são enganados, até mesmo por um espírito enganador. Ainda há aqueles que são enganados por seus próprios olhos, iludidos por sua própria visão, que veem e interpretam o que veem erroneamente.  Por isso, o problema muitas vezes não é só o ter visões, mas são as interpretações feitas a partir delas.

Este raciocínio nos leva à loucura interpretativa de que há uma espécie de ilusões de ótica em relação às visões proféticas.  A ilusão consiste em ver algo como ele não é.  Portanto, o que vê falsas visões é um iludido que transmite aos outros suas ilusões como se fossem realidades. Nem todos falsos profetas são bruxos ou magos, porém muitos deles podem ser ilusionistas que, sem truques de espelhos, mas com truques de palavras, têm enganado a muitos com suas ilusões de vista.

O engano pode ser dividido de duas maneiras, uma é a mentira, o engano consciente por parte de quem o vive ou transmite. Outra é o equívoco, o engano inconsciente de quem o vive ou transmite. Contudo, os dois, por serem enganos, têm as mesmas consequências da chamada “operação do engano”, que é o modo operante das trevas.  Triste é quando o diabo nos engana com suas astutas mentiras, todavia ainda mais triste é quando nós mesmos, até sem o diabo, nos enganamos por meio de nossas equivocações.

Jeremias enfrentou muitos destes falsos profetas e não só enfrentou os falsos profetas, mas também as suas falsas visões. É bem certo que os verdadeiros profetas sempre enfrentam estes desafios, tal como outro verdadeiro profeta chamado Miquéias.  Ele profetizou a verdade contra quatrocentos outros profetas que profetizaram a mentira.  Que nos guiem os olhos de poucos porque percebo que biblicamente nunca são muitos os que veem as visões como elas realmente são.  Estes são aqueles que tem olhos para ver porque além de verem conseguem enxergar como verdadeiramente são as coisas interpretando-as corretamente. Muitos no palácio de Babilônia viram o que fora escrito na parede pelo dedo de Deus, mas só Daniel podia, além de ver, interpretar o que verdadeiramente significava o que fora escrito. Isto porque, como nos diz a bíblia, ele tinha um espírito superior. O verdadeiro profeta não tem apenas revelação de uma visão, mas tem revelação de sua interpretação porque seu espírito é superior. São como os heróis da fé, homens dos quais o mundo não era digno.

Deixe seu comentário